Loja de Flávio Bolsonaro pode ter lavado R$ 2,1 milhões, diz MP

0
182

Por O Antagonista — A loja da Kopenhagen de Flávio Bolsonaro pode ter sido usada para lavar 2,1 milhões de reais.

É o que investiga o Ministério Público do Rio de Janeiro.

“Pelo menos 500 mil teriam sido ocultados na aquisição da loja, em dezembro de 2014, e outro 1,6 milhão de reais foi movimentado na conta da empresa de forma suspeita”, diz o Estadão. “Esse dinheiro teria sido lançado como venda de chocolates, em dinheiro vivo, para dissimular a origem dos recursos, registram os autos.”

Foto: Instagram/Reprodução.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui