Adolescência e Enem: candidatos contam suas experiências para equilibrar emoções

0
167
Ana Beatriz de Lima, 16 anos, aposta em filmes e livros de literatura para equilibrar emoções — Foto: Divulgação

Por G1RN – Faltam menos de 45 dias para o início do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que, este ano, acontece nos dias 17 e 24 de janeiro para os candidatos que optaram em realizar as provas impressas, e nos dias 31 do mesmo mês e 7 de fevereiro para aqueles que vão fazer a versão digital.

Com a proximidade, aumentam as expectativas e a ansiedade de muitos adolescentes, especialmente neste período de pandemia, em que boa parte da preparação ocorre de forma remota e simultaneamente com a rotina de aulas dos estudantes da 3ª série do Ensino Médio.

“No início do ano, a minha programação era totalmente diferente da atual. Tive que me adaptar ao ensino a distância e tentar ser mais independente. Se a pessoa não se programa, acaba afetando a rotina de estudos e perdendo todo o foco”, comenta Ana Beatriz de Lima, de 16 anos, que aposta em filmes, livros de literatura e em momentos com a família para tentar equilibrar as emoções.

O mesmo sentimento é compartilhado por Louise Ribeiro, de 18 anos. Às vésperas do Enem, a adolescente conta com algumas terapias integrativas para amenizar a ansiedade. “Encontrei na aromaterapia e na yoga algumas maneiras de aliviar toda a minha angústia. Sinto que sairei vitoriosa e mais fortalecida”, diz.

Louise Ribeiro encontrou na aromaterapia e na yoga a forma de aliviar a angústia — Foto: Divulgação
Louise Ribeiro encontrou na aromaterapia e na yoga a forma de aliviar a angústia — Foto: Divulgação

Orientação psicológica

Nesta fase da vida, é muito comum os adolescentes apresentarem sintomas como estresse, agitação e falta de confiança, podendo culminar em um ciclo de frustrações. Buscar meios de controlar as emoções, segundo especialistas, é um grande avanço para quem vai realizar um concurso do porte do Enem.

Psicóloga Jéssica Soares dá dicas de como aliviar o estresse no momento final de preparação — Foto: Divulgação
Psicóloga Jéssica Soares dá dicas de como aliviar o estresse no momento final de preparação — Foto: Divulgação

“Para evitar que a ansiedade prejudique os estudos nessa reta final, é importante que o adolescente tenha uma rede de apoio da família, converse com amigos que compartilham da mesma realidade, realize um cronograma de estudos possível e não se cobre tanto. Colocar essas orientações em prática pode diminuir a tensão, fazendo com que a preparação para o Enem não seja traumática”, frisa a psicóloga da Universidade Potiguar (UnP), Jéssica Soares.

Deixe uma resposta