Natal imuniza quase 4 mil profissionais de saúde em primeiro dia de vacinação contra Covid-19

0
143

Por G1 RN

Natal imunizou 3.914 profissionais de saúde no primeiro dia de vacinação contra a Covid-19 na capital potiguar, nesta quarta-feira (20). As vacinas foram aplicadas em quatro pontos de drive thru na cidade: Arena das Dunas, Ginásio Nélio Dias, Shopping Via Direta e Palácio dos Esportes.

A primeira vacina foi recebida pela técnica de enfermagem Ednalva Mauricio da Silva, de 54 anos, que trabalha na UPA Pajuçara e no Hospital Varela Santiago. A aplicação foi feita pelo prefeito Álvaro Dias (PSDB), que é médico.

Os pontos de vacinação iniciaram suas atividades às 8h e seguiram abertos até às 17h.

Natal recebeu 12.235 doses da vacina da CoronaVac neste primeiro lote. Por conta do número reduzido em relação ao que era esperado inicialmente, apenas os profissionais de saúde que estão na linha frente do combate à Covid-19 e idosos institucionalizados (que estão em abrigos ou dispensários) receberão a imunização na capital potiguar.

Nem todos os profissionais da saúde conseguirão ser vacinados. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) estima que o estado tenha cerca de 35 mil trabalhadores da área.

O primeiro dia ficou marcado ainda pela denúncia do Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Natal (Sinsenat) de que servidores municipais que não estão nos grupos prioritários receberam a vacina.

A Secretaria Municipal de Saúde confirmou que algumas pessoas que estão trabalhando em um dos pontos de drive thru abertos pelo município para a vacinação foram imunizadas. A Prefeitura de Natal também disse que os servidores vacinados eram integrantes das equipes envolvidas diretamente na campanha de imunização contra a Covid-19 – grupo que tem a imunização recomendada pelo Ministério da Saúde.

“Apesar do respaldo legal e institucional, fica a partir de agora terminantemente suspensa a vacinação desse grupo de servidores, em função da quantidade reduzida de doses recebidas nesta etapa inicial”, disse.

O Ministério Público Estadual informou que vai investigar os casos denunciados de pessoas que furaram fila na vacinação.

Deixe uma resposta