Vacinação contra a Covid-19 começará em janeiro, garante Ministro da Saúde

0
89

Por Metrópoles — O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou nesta quarta-feira (13/1), em Manaus (AM), que a vacinação contra o novo coronavírus começará neste mês.

Segundo o general das Forças Armadas, serão distribuídas cerca de oito milhões de doses, três ou quatro dias após a Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovar o uso do imunizante.

O militar informou, sem dar detalhes, que Manaus terá prioridade no plano de vacinação. A capital do Amazonas registra, em janeiro, o maior número de novas internações por Covid-19.

“Senhores, vamos vacinar em janeiro, e Manaus será a primeira a ser vacinada. Ninguém receberá a vacina primeiro que Manaus”, garantiu, em pronunciamento à imprensa.

“A vacina será distribuída simultaneamente em todos os estados, na sua proporção de população, e Manaus terá essa prioridade”, reforçou o ministro da Saúde.

Apesar de garantir a imunização para este mês, o ministro não informou a data de início do plano de vacinação. Anteriormente, Pazuello afirmou que ocorreria “no dia D e na hora H”.

Os imunizantes que serão distribuídos foram produzidos pela AstraZeneca/Oxford, em parceria com a Fiocruz, e pela Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan, ligado ao governo de São Paulo.

Das oito milhões de doses que serão aplicadas em janeiro, segundo o ministro, seis milhões são da Coronavac, vacina chinesa produzida pelo Butantan.

Pazuello adiantou também que uma aeronave decola nesta quarta-feira rumo à Índia para buscar as outras doses do imunizante de Oxford. “Já está com o documento de exportação pronto”, complementou.

“Em uma pernada, somos o país que mais imuniza no mundo. E vamos fazer igual com a vacina para a Covid-19. Já em janeiro”, prometeu o ministro da Saúde.

Foto: IGO ESTRELA/METRÓPOLES.

Deixe uma resposta